quarta-feira, 26 de maio de 2010

Se for assim,que seja

Deus que mostra-me os caminhos
Estendendo suas mãos através dos benfeitores,
Peço-lhe uma saída concreta para tamanho dissabor.

Mostre-me se o que há,
É o que foi e o que será?!

Se onde nasce o arco-íris existir
Um um paraíso,
Dê-me forças para que eu construa um castelo
E abrigue os meus amores incomuns.

Ajude-me, pois em um olhar estou me perdendo!

Deus que mostra-me os caminhos
Estendendo suas mãos através dos
Benfeitores,peço-lhe uma saída
Concreta para tamanho dissabor.

Estou trancando a minha voz,
Fechando os meus olhos,
Ocultando-me,
Mas vem a tempestade e desnuda-me.

Pessoas me vêem e logram o meu sofrimento.

No fundo não quero dispor-me.
Se for assim,que seja
Se não for, que tenha fim.

Brenda C.

domingo, 23 de maio de 2010



O espírito é mais importante que o corpo.O corpo aqui deteriora e permanece,o espírito daqui parte e cresce.
    
                                                                                                                        Brenda Chaves

quinta-feira, 6 de maio de 2010

França, mais que um belo país,um quadro pintado por Monet.
                                                                             Brenda Chaves
________________________________________________________
Achei bacana citar Monet porque ele trabalhava com o impressionismo,e a França é impressionável!Compará-la a um quadro dele é um tanto honesto.La France est belle.
 Brenda Chaves

sábado, 1 de maio de 2010

Estultice nossa

“Amo como ama o amor. Não conheço nenhuma outra razão para amar senão amar. Que queres que te diga, além de que te amo, se o que quero dizer-te é que te amo?”
           
                                            Fernando Pessoa






Vivo e amo sabendo que amanhã
Ou depois terei de partir.

Dói excessivamente saber que o abismo
Entre nós está se alargando.

Áh, se me entendesse!

Claro,claro esse é o meu lugar;
A escuridão.

Não é questão de escolha.

Eu vi você,revirei a sua alma
E lá um tesouro encontrei.

Não sei quem de nós é mais estulto,
Eu de te querer,
Ou você de não perceber.

Brenda Chaves